Close

13 de junho de 2019

5 Boas práticas de e-mail marketing para negócios

Existem diversas maneiras de manter um relacionamento da sua marca com seus contatos e potenciais clientes. Uma das mais utilizadas e eficientes é o E-MAIL MARKETING. Por ser uma ferramenta muito utilizada, nem todas as empresas prestam atenção nas boas práticas necessárias para que os envios atinjam os objetivos. Por isso, preparamos esse artigo para que você cheque se está enviando os melhores e-mails que poderia. Vamos lá?

Em primeiro lugar, vamos entender o que são e para que servem os e-mails marketing, para depois conhecermos as melhores maneiras de utilizá-los.

O que é um e-mail marketing?

Definir um e-mail já não é mais necessário em nossa sociedade, mas os e-mails utilizados para a comunicação empresarial e com um objetivo mercadológico, não são os mesmos e nem devem ser utilizados da mesma maneira que nossos e-mails pessoais.

A campanha de e-mail marketing pode conter diversos tipos de conteúdos, como promoções, lembretes, produtos, conteúdo rico, entre outros. O e-mail pode ser um disparo isolado para uma situação específica, ou pode estar dentro de um fluxo de automação com o objetivo de qualificar leads.

Em geral, as empresas utilizam ferramentas de disparo de e-mails, que facilitam o uso das boas práticas nas campanhas. Com elas, é possível construir uma segmentação de contatos avançada, enviando e-mails com foco na persona e no público-alvo, com o que as pessoas querem ler e saber. Além disso, com as ferramentas, é possível automatizar os envios dos e-mails e acompanhar o resultado, através de uma avançada análise das mensagens.

Alguns tipos e usos do e-mail marketing

Existem diversos tipos de e-mail marketing que podem ser utilizados com diferentes objetivos pela empresa. É preciso levar em consideração diversos fatores para escolher o que melhor servirá em cada ocasião. Antes de produzir um e-mail, leve em consideração o objetivo da ação, o público que você pretende atingir e a reação que você espera ter de volta.

Veja alguns exemplos:

Agora que retomamos os conceitos de e-mail marketing, seus tipos e utilidades na comunicação de empresas, vamos às boas práticas? Pois afinal, o mais importante não é apenas enviar os e-mails, mas sim que eles tragam o resultado esperado.


5 boas práticas para um e-mail marketing efetivo

Para que você inicie uma estratégia de e-mail marketing, obviamente precisa ter uma lista de contatos. Só que essa lista é muito importante para o sucesso das suas campanhas. Muitas empresas preferem cortar caminho e compram listas prontas, o que é uma péssima prática, pois você acaba enviando mensagens para quem não quer recebê-las.

Isso aumenta a taxa de descadastramento e envia seus e-mails para o temido Spam, pois os destinatários não autorizaram o envio.

Quando esse problema acontece, também não são obtidos resultados e sua empresa acaba perdendo tempo e dinheiro. Existem formas muito mais efetivas de interagir com o seu público, aquele que está realmente interessado no seu conteúdo e negócio. Através do Inbound Marketing, por exemplo, você constrói seu mailing ao oferecer materiais como e-books, webinars, cursos, artigos, entre outros.

Sabe aquela lista de e-mails que você tem no cadastro desde que abriu a empresa, há 10 anos? Esse é o mailing que chamamos de sujo, pois provavelmente a maioria desses contatos não interage mais com a sua marca. Até mesmo em novas listas é preciso fazer uma limpeza regularmente.

Isso porque muitos endereços de e-mail deixam de existir, pois as pessoas mudam de emprego ou de provedor, por exemplo, também mudando os seus remetentes. Caso a limpeza não seja feita, suas taxas de entregabilidade irão despencar, diminuindo os resultados de suas campanhas. É sempre melhor conservar uma lista de e-mails menor e renovada, porém com um público mais engajado.

Pode parecer mais fácil, à primeira vista, enviar manualmente cada um dos e-mails. Mas você não conseguirá segmentar a sua lista de contatos e personalizar as mensagens de forma adequada. E a personalização é um dos recursos mais importantes para as campanhas de e-mail, pois você consegue enviar a mensagem certa para o público certo, aumentando as chances de conversão.

Ao adicionar mais de um destinatário no seu envio, cada pessoa que receber o e-mail irá perceber que recebeu a mesma mensagem que outros contatos, acabando com o sentido da personalização. Novamente, as chances de seu e-mail ir para o Spam aumentam.

Existem diversas ferramentas profissionais de envio de e-mails marketing que personalizam as mensagens e as enviam para cada contato separadamente, além de proporcionar uma segmentação mais assertiva e a segurança de que seu e-mail não irá para o Spam.

Qual é a frequência correta de e-mails para que meu público feche negócio? Essa é a pergunta de 1 milhão de dólares do e-mail marketing. Porém, a resposta pode variar muito de acordo com o seu produto, seu ciclo de venda e público.  

É necessário manter um relacionamento com o público e com seus leads, mas também não é aconselhável lotar a caixa de e-mails deles. Para avaliar se a sua frequência está correta, fique de olho nas taxas de abertura e de descadastramento. Além de sempre avaliar se você tem em mãos um conteúdo que adicione valor e conhecimento ao público.

Segundo a HubSpot, 78% dos consumidores já se sentiram invadidos pela quantidade de e-mails enviados por empresas e cancelaram a assinatura por conta do alto volume de mensagens. Então, quando planejar os disparos, considere o volume de e-mails a ser enviado em um determinado tempo.

Outra maneira de tentar garantir o sucesso do envio é prestar atenção aos dias e horários do disparo. Considere os momentos em que sua persona está mais ativa on-line e mantenha a regularidade.

Por último, mas de maneira alguma menos importante, é o acompanhamento dos resultados das campanhas. Afinal, de que adianta tomar todos os cuidados antes de enviar os e-mails e não saber se eles funcionaram depois?

É preciso acompanhar diversas métricas que irão dizer se o e-mail foi efetivo ou não, como taxa de entrega (para saber se a lista está limpa o suficiente), taxa de abertura (pode mostrar se o título era atraente ou se a segmentação está funcionando), taxa de descadastramento (mostra se o conteúdo que vem sendo enviado está agradando os destinatários), taxa de cliques, caso o e-mail tenha links que levem para o cadastro em formulários ou visualização de artigos, entre muitas outras.

Nessa etapa, utilizar uma ferramenta para envio das campanhas torna possível que todos esses dados cheguem até sua equipe, viabilizando uma análise do que funcionou e do que pode melhorar. Muitas ferramentas entregam relatórios bem completos sobre as campanhas para que a equipe vá fazendo melhorias e entenda que tipo de assunto agrada seu público, quem nunca abriu os e-mails e qual o tipo de abordagem que melhor funciona para fechar negócios.

Gostou das nossas dicas de boas práticas? Para ser possível colocar todas elas para funcionar e aumentar os resultados de suas campanhas de e-mail, que tal uma ferramenta acessível, prática e que entrega resultado?

Se você já é cliente do CRM Syonet, conheça o MAILTOP, nossa ferramenta de envio que oferece pacotes de disparos (que não expiram), além de templates para sua equipe criar e-mails mais atrativos e relatórios com dados úteis. Você nem precisa sair do CRM, pois o Mailtop é integrado.

Saiba mais e solicite agora mesmo: